Enxoval do bebê: 10 dicas para economizar

 

Enxoval do bebê: 10 dicas para economizar: É difícil resistir a tanta coisa fofa, mas, com nossos conselhos, você vai conseguir fazer ótimas escolhas.

 

Assim que descobrir a gravidez, os seus olhos vão ficar muito mais alertas para roupinhas, mamadeiras, berços, enfeites, brinquedos e objetos de decoração. Visitar lojas vai se tornar uma diversão e você vai ter vontade de comprar tudo! É muita coisa linda, delicada, difícil de resistir e para completar as listas de enxoval disponíveis na internet são quilométricas. Calma, vai dar tudo certo. Preparamos 10 dicas para você economizar na compra do enxoval do bebê. Vale o esforço! Confira.

 

 

1. Faça uma poupança . Comece a guardar dinheiro assim que descobrir a gravidez. Essa poupança vai ser importante para que os gastos dos últimos meses não acumulem.

 

 

2. Priorize os itens essenciais. 
Claro que você vai morrer de vontade de comprar tudo que ver pela frente. Mas, para economizar, é melhor focar no indispensável: os móveis. Pesquise preços de berço e cômoda e procure pagar à vista porque ao longo da gravidez outros gastos surgirão. Se não for possível, negocie parcelas sem juros.

 

 

3. Economize nos detalhes. 
Após comprar os móveis, é hora de pensar na decoração – e nos detalhes – do quarto. Para economizar, invista em tintas coloridas e com efeito de textura. Elas garantem um resultado muito legal e são mais baratas do que tecidos e papéis de parede.

 

 

4. Aceite ajuda. 
Os parentes e amigos mais próximos vão querer participar desse momento. Afinal, é uma alegria para todos receber um novo integrante da família. Não tenha vergonha e aceite os presentes que vão chegar com muito carinho.

 

 

5. Aproveite o chá de bebê. 
No sétimo mês, marque o evento e faça uma lista das coisas mais importantes. Quando os presentes chegarem, veja o que não ganhou e aí, sim, comece a comprar o que falta.

 

 

6. Maneire na escolha da lembrancinha. 
Se você perceber que vai se endividar com as lembrancinhas de maternidade, opte por bem-nascidos, que substituem os bem-casados das festas de casamento, ou escolha algo fácil para fazer em casa, como potinhos de brigadeiro de colher.

 

 

7. Faça trocas. Combine com parentes e amigos com filhos pequenos e promova permutas de roupas, acessórios, brinquedos e livros infantis em bom estado.

 

 

8. Invista em tamanhos grandes. 
Essa dica é clássica, mas não custa reforçar. Procure comprar, quando não ficar esquisito, peças um pouco maiores para o seu filho. Essa é uma forma de garantir que eles usem a roupa por mais tempo.

 

 

9. Não pague pela etiqueta. 
Escolher roupas caras por causa da marca é um luxo que só os pais fazem questão. Não caia nessa! Roupa tem que ser feita com um tecido confortável que não provoque alergia. E que sejam bonitas, claro.

 

 

10. Compre culotes com o pé dobrável. 
Assim, mesmo quando as peças começarem a ficar curtas, dá para continuar usando. É só dobrar o pé e colocar uma meia.

 

 

Fonte: UOl MULHER- Hong Yuh Ching, professor de administração da FEI, São Paulo, SP

 

 

Não deixe de conferir nossa FanPage: www.facebook.com/Dailybaby

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *